quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

A Era da Modernização


Eu odeio computadores. E já tinha uma leve desconfiança disso, desde que o negócio todo saiu do Windows 98. Na verdade, eu odeio o Windows também. Na verdade, bem agora, eu estou com vontade de xingar a mãe de quem inventou essa meleca.

Quem foi que disse, afinal, que essa "trepeça" facilita a vida da gente? E quem foi que disse que, com a modernização, as coisas ficam mais fáceis? Pra mim, não fica porra nenhuma.

Nunca me passou pela cabeça que, nos dias atuais do século XXI, alguém conseguisse sumir com com um arquivo do computador, sem querer. Pois isso era bastante comum. Estou falando daquela época remota, em que pouquissississímas pessoas tinham computador em casa. E quantas estórias nós ouvimos de heróis que se aventuraram a trocar a máquina de datilografar, pelo moderno Personal Computer (PC) e, no meio de um texto, apertaram a tecla assassina que fazia tudo sumir, sem poder voltar nunca mais?

O tempo passou, as coisas foram melhorando e inventaram o Word. Você poderia salvar seus textos e evitar que eles desaparecessem de repente. Você poderia gravar no próprio computador ou em um disquete (alguém aí ainda lembra o que é?)

Ontem eu quis ser moderna. Gravar em um CD é muito mais chique, colega! Mesmo porque, esse computador novo não tem um "buraco" pra colocar disquete.

Pois bem. Eu "dei fim" no meu arquivo. Eu sumi com a droga de um trabalho de 52 páginas que eu passei DUAS SEMANAS fazendo. Eu quase ceguei, na frente desse computador e consegui evaporar com tudo em menos de UM SEGUNDO.

Eu sei, isso foi pura falta de inteligência. Quero dizer, não minha, mas... DELES. É. Aqueles nerds filhos da mãe que inventaram essa porcaria.

Veja bem. Vamos pensar com lógica. (Estou falando da lógica de pessoas absurdamente ignorantes sobre esse negócio estúpido chamado informática). Com o disquete (alguém aí ainda lembra o que é?), era só colocar lá, dar um nome pro arquivo, salvar e pronto, não é mesmo? Então, o que nós (pessoas absurdamente ignorantes sobre esse negócio estúpido chamado informática), vamos pensar do CD? "Pô, com CD deve ser mais fácil, já que é mais MODERNO, né?" Ledo engano companheiro...

Mas, aí é que está. Eles totalmente enganam a gente! Eu vou dizer porquê.

Eu coloquei o benedito do CD no seu devido lugar, movi o benedito do arquivo pro seu devido lugar no CD, dei um nome pra ele e cliquei em "GRAVAR ESSES ARQUIVOS NO CD". Pronto! Então eu pensei: "Putz! Muito fácil, cara! E eu que tava com medo dele me dar uma mordida..." (A esta altura, o povo que entende dessa merda já deve estar totalmente rindo da minha cara, né? Não ria da desgraça alheia. Isso é feio. Papai do Céu castiga).

Mas ele me mordeu. Quando eu terminei de "gravar" tudo, o drive de CD abriu sozinho, como se dissesse: "Pronto, colega. O serviço acabou". Então, eu coloquei ele de novo, pra verificar se eles estavam lá mesmo e... branco total. Não. Não é propaganda de sabão-em-pó.

Eu respirei fundo e comecei com aquele negócio de ser abóbora. Porque, tipo assim, aqueles arquivos infames, deviam estar ali, em algum lugar, brincando de esconde-esconde comigo. Porque, cara, olha só todos aqueles filmes e matérias jornalísticas que mostram o povo lá, encontrando arquivos criminosos, habilidosamente deletados pelos bandidos! Eu, tipo, não achei que fosse TÃO capaz de mandar um arquivo pra casa do cacete, sem passagem de volta.

Aí eu pedi ajuda. O meu irmão (que estuda esse negócio de software), me perguntou como foi que eu fiz e, quando eu respondi, ele disse:

- Ah, mas tem que gravar com o Nero, né? Windows não grava CD!

Primeiro: Quem diabo é Nero? Quer dizer, não foi aquele cara lá, que botou fogo em Roma?

Segundo: Se o Windows não grava CD, por que ele me fez PENSAR QUE ESTAVA GRAVANDO UM CD?

E é aí que está o negócio. Por que no lugar de: GRAVAR ESSES ARQUIVOS NO CD; não estava: A DROGA DO WINDOWS NÃO GRAVA CD, POR FAVOR, PROCURE SABER O QUE É A PORRA DO NERO PORQUE É ELE QUE FAZ ESSE TIPO DE SERVIÇO SUJO? Simples, meu Deus! O que é que custava?

Então, o que era pra ser uma coisa TÃO simples, virou um inferno e, agora sim, eu vou cegar de verdade (como se já não fosse cega o bastante), fazendo DE NOVO, NOVAMENTE, MAIS UMA VEZ, as 52 páginas e, desta vez, em apenas... 3 DIAS!!!

E isso tudo por quê? Porque eu quis dar uma de super antenada e não usar meu velho computador movido a lenha, que trava a cada intervalo de 10 minutos (quando ele está de bom-humor) e onde eu posso gravar tudo em um disquete, sem maiores problemas.

Ai, ai...

Alguém me mate.

5 comentários:

O Profeta disse...

Oi menina o aparelho tem sempre razão...a informática é estupidamente lógica...

Nos umbrais do pensamento
Mora o desejo no limite da razão
Roubando os segredos do corpo
Lançando ao vento a emoção

Uma rosa breve guarda a beleza
O amor é orvalho de feliz pranto
O horizonte é o começo do infinito
A chegada de uma onda é alegro canto

Convido-te a sentir o beijo da chuva


Mágico beijo

Cecília disse...

É A MACACA TEM SEMPRE RAZÃO, SEMPRE FALA PALAVRÃO E SEMPRE S IRRITA, BATE OS PÉS NO CHÃO, SACODE AS MÃOS SOBRE A CABEÇA E RI SEM PARAR ATÉ A RAIVA PASSAR....ELA DEPOIS COMEÇA A LEMBRAR DE TUDO QUE DEU ERRADO E RI SOZINHA FEITO LOUCA, AS VEZES DENTRO DO ÔNIBUS, OUTRAS ANDANDO EPAL RUA MESMO....AS PESSOAS PASSAM POR ELA E PENSE QUE ELA NÃO É NORMAL MAS ELA É! EU POSSO GARANTIR....POPIS ELA APRENDEU ISSO COMIGO....CARA É MUITO MASSA SER DESSE JEITO......!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!DOIDA DE JOGAR PEDRA NA LUA.....

Cecília disse...

EI EU QUIS DIZER QUE ELA SEMPRE "SE", VIU É ASSIM QUE EU QUERIA ESCREVER....IRRITA...
EI MAIS NA FRENTE QUE QUERIA DIZER "PELA RUA"... E NÃO EPAL...EI MAS EU NÃO QUERIA DIZER COISAS IMPRÓPRIAS, COMO SALIÊNCIA, E SEI LÁ SE É ASSIM QUE SE ESCREVE.......TÔ NEM AÍ!!!!!!!!!!!
VIU MACACA FEIA.....

Lanussa Ferreira disse...

Ai, meu Deus... As pessoas só vão pensar que eu sou maluca, com essa descrição feita por essa doida da Cecília.
Agora, a única coisa que eu tenho a dizer é: É EXATAMENTE ASSIM MESMO!!!rsrsrs
Essa macaca piorou o meu estado de falta de juízo. Aff...

O Profeta disse...

Passou o dia sobre as cidades
Esquecido por esta estação
Uma flor deposita no vento uma semente
Este ribeiro leva consigo a ilusão

Secretamente a terra a recolhe
Guarda-a da voragem do vento
Espera que agua a fecunde
Explode a vida a cada momento

Convido-te a sentir a magia do fim do dia
ao toque das trindades…


Doce beijo